Portal Jamanxim

Notícias Moraes Almeida

A empresa Patauá Florestal promove a 1ª visita técnica em suas instalações da concessão de exploração de manejo florestal

A concessão possui uma área de 209 mil hectares, é a top 3 de geração de emprego em Itaituba Pará

A empresa Patauá Florestal promove a 1ª visita técnica em suas instalações da concessão de exploração de manejo florestal
CFPF/Oberdan
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Apesar da crise econômica ter chegado em praticamente doto o país por conta da pandemia da Covid-19, as projeções para o setor madeireiro, que respondeu em 2020 por US$ 13 bilhões em geração de tributos federais, neste ano com a continuação da pandemia, se manteve no mesmo Tamar, e com vislumbre de crescimento.

Com 3,75 milhões de empregos gerados diretos, indiretos e resultantes do efeito-renda, US$ 13 bilhões em geração de tributos federais, estaduais e municipais, ou 0,9% da arrecadação de todo o país, o setor florestal poderia ter vivenciado momentos positivos ao longo de 2021, se a economia tivesse dado sinal de recuperação.

O Pará por ter umas das maiores reserva florestais do país, tem se saído muito bem nesse contexto, a região sudoeste mais precisamente em Itaituba, a perspectiva foi e continua sendo bem promissora com o possível controle da pandemia da Covid. Nessa perspectiva de crescimento o município de Itaituba tem recebido privilegiada com  muitos investimentos bem significativos para o desenvolvimento tanto econômico quanto social, e um desses investimentos está localizado no Distrito de Moraes Almeida, trata-se da Patauá Florestal, detentora da primeira Concessão de Manejo Florestal - UMF da região.

A empresa tem contribuído significadamente para com crescimento econômico do país e da região, hoje com o recolhimento de Serviço Florestal Brasileiro SFB: 8.030,000,00 e 3.000,000,00 de impostos trabalhistas, 4.550,000,00 de impostos federais a Patauá Florestal e uma das maiores geradoras de emprego, renda e imposto da região. 

No último sábado (17), os proprietários da empresa organizaram uma ação denominada por "1ª Visita Técnica" na área de exploração da concessão, a vista teve o objetivo de mostrar como funciona um modelo autos sustentável de exploração de madeira industrial, "Plano de Manejo Florestal". As atividades foram conduzidas por Engenheiros e Técnicos Florestal, e, pelos sócios proprietários, Oberdan Perondi, Dirceu Biolchi, Rubens Zilio, Onesio Alves e Alcindo Francio. 

A área de manejo está localizada na Flona Altamira, e a permissão é de 40 anos, em uma área de 209 mil hectares. Foram convidados para conhecer o projeto, autoridades, empresários e profissionais da atividade. Na ocasião engenheiros e técnicos florestais deram exemplo de como funciona o manejo, desde a identificação das espécies comerciais e não comerciais; matrizes adultas, reprodutoras, frutíferas, sementeiras e outras. Partir desse processo são selecionadas as árvores que irão para corte.

Seguindo o cronograma, os visitantes conheceram o alojamento que abriga os funcionários e os locais onde são armazenado a madeira cortada. A indústria da madeira e bem promissora, mas quando dentro da legalidade, as instituições de controle ambiente são bem severas quanto a atividades ilegais. Os dados mostram que o desmatamento tem sido bastante combatido no país, atividades ilegais tem sido punidas com bastante rigor. A Patauá Florestal está fora desse contexto, pois além de estar totalmente legal, contribuí incentivando o desenvolvimento sustentável em todos os ambitos.

Em entrevista ao portal Jamanxim o sócio administrativo da empresa, Sr. Oberdan Perondi nós respondeu com entusiasmo.

Pergunta - PJ; Oberdan Perondi, no último sábado 16, a Patauá Florestal promoveu a 1ª visita técnica em loco na área de exploração da UMF-lll, na flona de Altamira. Qual é o objetivo dessa ação?

R - Oberdan; Mostrar a comunidade em geral que o Manejo Florestal, gera renda, empregos e mantém a preservação da floresta. Essa ação nos surpreendeu, foi um sucesso que não esperávamos, e a ideia é continuar a promovê-la.

Pergunta - PJ; Em março de 213, quando a Patauá Florestal adquiriu a concessão, ela Iniciou as operações, gerando quantos empregos diretos e indiretos?

R - Oberdan; Na quela época Iniciamos com 100 empregos diretos e quase 500 indiretos, e a grande maioria eram famílias da comunidade local.

E hoje aumentou muito, atualmente a empresa gera 400 empregos diretos e quase 2mil indiretos, e vale resautar que esses trabalhadores a grande maioria são do próprio Distrito e região.

Pergunta - PJ; Moraes Almeida e o berço da Patauá Florestal, e recentemente o Distrito recebeu quase 100% de aprovação em plebiscito dos Itaitubense para ser um novo Município.
Qual o papel da Patauá Florestal nesse processo e em que ainda pode ajudar?

R - Oberdan; A Patauá hoje está no top 3 das empresas que mais gera emprego no município de Itaituba e é genuinamente de Moraes Almeida, então acreditamos que isso, é uma grande contribuição para ajudar na criação de tão esperado novo município.

Para concluir: Qual sua perspectiva para o Brasil e principalmente para a região onde a Patauá está operando? "A perspectiva é enorme, acredito que o Brasil pós pandemia que assustou o mundo todo, venha crescer muito e nessa onda de crescimento vejo nossa região como estratégica para que isso aconteça, devido a localização para escoamento de grande parte da  produção Brasileira do agronegócio", finalizou.

 

FONTE/CRÉDITOS: Portal Jamanxim
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem com matéria estaremos respondendo assim que possível ; )