Portal Jamanxim

Flordelis deve se apresentar para colocar tornozeleira, diz Seap

Justiça determinou que a deputada passe a usar o monitoramento eletrônico

Imagem de capa
Reprodução / Fonte: Pleno New
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Após a Justiça do Rio de Janeiro determinar que a deputada federal Flordelis (PSL-RJ) deve ser monitorada por meio de tornozeleira eletrônica, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que a deputada deve ser apresentar no Patronato Margarino Torres, no Estácio, Centro do Rio, para a instalação do equipamento.

A decisão sobre o uso da tornozeleira é da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, que aceitou um pedido feito pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ). O órgão apontou um atentado a bomba ocorrido na residência de uma testemunha do assassinato do marido de Flordelis, pastor Anderson do Carmo.

Flordelis virou ré após a Justiça aceitar a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) que apontou que a deputada foi a mandante do assassinato de Anderson. Ele foi morto após levar mais de 30 tiros na porta de casa.

Ao determinar o uso da tornozeleira, a juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce especificou que o equipamento seja instalado com urgência, mas não estabeleceu um prazo. Já a defesa de Flordelis informou que pretende recorrer.

Além da tornozeleira, a Justiça ainda determinou que a parlamentar cumpra um recolhimento domiciliar noturno, no período de 23h às 6h.

Fonte

A provinciadopara
  • COMPARTILHE

Flordelis deve se apresentar para colocar tornozeleira, diz Seap

21/09/2020 16:46


Após a Justiça do Rio de Janeiro determinar que a deputada federal Flordelis (PSL-RJ) deve ser monitorada por meio de tornozeleira eletrônica, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) informou que a deputada deve ser apresentar no Patronato Margarino Torres, no Estácio, Centro do Rio, para a instalação do equipamento.

A decisão sobre o uso da tornozeleira é da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, que aceitou um pedido feito pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ). O órgão apontou um atentado a bomba ocorrido na residência de uma testemunha do assassinato do marido de Flordelis, pastor Anderson do Carmo.

Flordelis virou ré após a Justiça aceitar a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) que apontou que a deputada foi a mandante do assassinato de Anderson. Ele foi morto após levar mais de 30 tiros na porta de casa.

Ao determinar o uso da tornozeleira, a juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce especificou que o equipamento seja instalado com urgência, mas não estabeleceu um prazo. Já a defesa de Flordelis informou que pretende recorrer.

Além da tornozeleira, a Justiça ainda determinou que a parlamentar cumpra um recolhimento domiciliar noturno, no período de 23h às 6h.

Fonte: A provinciadopara

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )